domingo, setembro 27, 2009

António Pedro Lopes- BIO- PT|EN


(C) Rodrigo Valero Puertas
Antonio Pedro Lopes

PT



Performer e criador de espectáculos, Antonio Pedro Lopes nasceu em Ponta Delgada em 1981. Actualmente vive entre Lisboa e o Rio de Janeiro e trabalha internacionalmente.
Depois de se licenciar em Estudos Teatrais na Universidade de Évora, concluíu o Curso de Pesquisa e Criação Coreográfica do Fórum Dança no Porto, 2005-2006. Estudou Teatro Musical no Novo Mexico, EUA. Várias bolsas de estudos levaram-lhe a Nova Iorque, Milão, Lisboa, Paris, Viena e Rio de Janeiro para continuar os seus estudos em dança e teatro.
Desde 1998, trabalhou entre muitos outros em projectos de Miguel Pereira, Jérôme Bel, João Fiadeiro, da Companhia Virgule Performing Arts no Irão, Tommy Noonan, Marco Berrettini/*MELK PROD entre muitos outros.
De 2004 a 2008 assinou os seus primeiros espectáculos: ……………………………"(Lisboa, 2004) ; "entre tanto"(Porto, 2006) ; desculpa não ter dito anda antes e não dizer nada agora, é que faz muito tempo que não digo nada a ninguém (Guimarães, 2006), GO SOLO! (Porto, 2007) e « Holding on to nothing with everything I’ve got » (Porto, 2008). O seu trabalho é episódico e dá-lhe a sensação de a cada momento pertencer a uma esfera mais alargada e estar quase sempre inacabado. Trabalha no limite da sua formação indisciplinada,  e não definição. O teatro transforma-se numa arena de paradoxos onde ele testa a reescrita da sua biografia e transforma a sua experiência de vagabundo viajante em ficção.

Depois de ter recebido a bolsa DANCEWEB em Viena, 2006 no Festival Impulstanz em Viena, participou da criação da rede de artistas Sweet & Tender Collaborations (www.sweetandtender.org). Em 2007, partilhou a direcção artística de SKITE/Sweet & Tender Porto 2008, com Gui Garrido e Jean Marc Adolphe, no Teatro Nacional São João. De 2008 a 2012, Antonio iniciou uma série de colaborações artísticas, incluíndo I WANT MORE FANS, YOU WANT MORE STAGE com Gui Garrido, Festival da Fábrica (Porto 2008), LIGHTS ON DOESN’T MEAN WE’RE HOME com Monica Gillette, estreado no Festival Escrita na Paisagem (Évora 2010) e MEASURE IT IN INCHES com Marianne Baillot, estreado no Festival ArtDanthé (Paris 2011). Desde 2010, desenvolve DRIFTING| EM DERIVA, um projecto contextual desenvolvido em conjunto com Gustavo Ciríaco em vários teatros e festivais no Rio de Janeiro, Taipei, São Paulo e Lisboa.
Ensina regularmente workshops de pesquisa em diferentes contextos e instituições em Portugal, França, Suíca, Brasil e Holanda.

Canta, toca e escreve nos Sing Songs (myspace.com/ohmysingmeasong) com Anja Muller & Guilherme Garrido.
Em 2010, criou a ONE LIFE STAND em Lisboa.
Em 2012, desenvolve os projetos JULHO, Entrevista com Um Ursinho, no Laboratório ON.OFF de Guimarães CEC 2012; AGOSTO, Melhor sentado que de pé melhor deitado que sentado no CITEMOR- Festival de Montemor-o-Velho e  co-organiza a CELEBRAÇÃO em Novembro na Culturgest.


EN

Portuguese independent performer and performance maker Antonio Pedro Lopes was born in Ponta Delgada the Islands of the Azores in 1981. He presently lives between Lisbon and Rio de Janeiro and works internationally.
He holds a degree in Theater Studies, University of Evora and a professional diploma in Choreography from Forum Danca, Porto 2005-2006. He studied musical theater at Capital Academy of Performing Arts in Santa Fe, NM, USA and several scholarships have taken him to New York City, Milan, Lisbon, Paris, Vienna and Rio de Janeiro to continue his studies in dance and theater.
He's performed for theater and dance since 1998 for and with Miguel Pereira, Jérôme Bel,João Fiadeiro, Virgule Performing Arts Company in Iran, Tommy Noonan, Marco Berrettini/*MELK PROD among many others.
From 2004 to 2008 he signed his first performance works .............................(Lisboa, 2004); entre tanto(Porto, 2006), desculpa não ter dito anda antes e não dizer nada agora, é que faz muito tempo que não digo nada a ninguém (Guimarães, 2006), GO SOLO! ( Porto, 2007) and holding on to nothing with everything i've got (Porto, 2008). His work feels to him as episodic and as of part of a larger feature, it is maybe why it feels to him as rather and always unfinished. It exists in the edge of his undisciplined formation, deformation and un-definition. The space of the theater is turned into a paradoxical arena in which he tests re-writing his autobiography and turning the experience of a vagabond life into fiction.
After being a DANCEWEB scholar in 2006 in Impulstanz, Vienna he participated to the creation of the network Sweet &Tender Collaborations. On the following year, Antonio shared the artistic direction of event S&T/Skite Porto 2008 with Gui Garrido and Jean Marc Adolphe (www.sweetandtender.org). From 2008 to today, Antonio started a set of artistic collaborations with fellow performing artists."I WANT MORE FANS, YOU WANT MORE STAGE!" a performance collaboration with Gui Garrido was premiered at Festival da Fábrica (Porto 2008). "LIGHTS ON DOESN'T MEAN WE'RE HOME with Monica Gillette premiered in Festival Escrita na Paisagem (Évora 2010). MEASURE IT IN INCHES" with Marianne Baillot premiered in Festival ArtDanthé (Paris 2011). Since 2010, he develops "DRIFTING| EM DERIVA", a contextual project developed in collaboration with Gustavo Ciríaco in diverse theaters and festivals in Rio de Janeiro, São Paulo, Taipei and Lisboa.

 He's been teaching research workshops in Portugal, France Switzerland, Brazil and Holland in several different institutions and contexts.
Sings, plays and writes in the Sing Songs (myspace.com/ohmysingmeasong) with Anja Muller & Guilherme Garrido.
In 2010, he created in Lisbon, ONE LIFE STAND an association to support his work and activities and those of other artists.
In 2012, he develops the projects JULY- Interview with a Little Bear at Guimarães European Capital of Culture 2012; AUGUST- Better sitting than standing better lying than sitting at CITEMOR- Montemor-o-Velho Festival; and he co-curates CELEBRAÇÃO at Culturgest, Lisbon, November 2012.



1 comentário:

Milena K disse...

Olá Antônio,
na verdade eu procurava uma maneira de simplesmente mandar um email, mas nao encontrei o endereco, assim tentarei pelo meio de um commentário.
E trabalho no meio de teatro e estou morando em Berlim. Achei o site sober você e seus projetos pesquisando na interneta a procura de projetos de performance,teatro ou danca (nao tenho cedilha nesse teclado)que têem relacao com Portugal e ou a cidade do Porto. Tenho uma bolsa para passar la 6 meses e procuro agora pontos interessantes para me informar. Vi muito por acaso que voce estaria em alguma performance nesses dias em berlim (seria o "no dice" no HAU, mas nao encontro mais o site onde te encontrei. Enfim- Voceê estaria disposto a entrar em contato comigo? Talvez seja um contato interessante tanto para mim quanto para você. Meu email é milenakipf@gmail.com Meus trabalhos até entao voce encontra no meu site www.milenakipf.de Ainda nao está totalmente traduzido para o portugues, mas pelo menos parcialmente.
Lembrancas,
Milena