quinta-feira, agosto 27, 2009

GO SOLO!- António Pedro Lopes- 2007


GO SOLO!- António Pedro Lopes- 2007
Enviado por antoniopedrolopes. - Videos Independentes

Performance: Antonio Pedro Lopes
Assistência e Vídeo: Olga Belchior
Mostra Show Rooms- Festival da Fábrica
Maus Hábitos, Porto 2007

O meu coração é bomba relógio. Estou mais vivo do que nunca, tão perto de tropeçar e estragar tudo. Sinto que ás vezes me sinto só. Oiço-me a ouvir e vejo-me a ver. Sinto que sinto que a linguagem e a sua percepção se completam nas pontuações das frases, na guerra dos mundos, no desentendimento e na imprecisão da tradução. Leio-me a ler o exercício da distorção, do devaneio, do regresso à subjectividade e da reescrita das verdades sem os segredos mortos do passado. Sozinho e ciente do ponto de fuga, mais um projecto contado como um erro desafinado. Há sempre a possibilidade de sintonia, se aplicar algumas regras: ri-te com a tragédia; chora quando é uma comédia; aceita os momentos de crise; sublima na composição esse corpo crítico que é atleta do paradoxo e portador da história de uma vida e da herança das educações das demais. Vivo e presente, aqui agora e antes em crescendo, depois aos bocados. Entre esses lugares pode dar-se uma paragem, uma passagem, um salto ou um ataque de ansiedade daqueles que fazem perder o fio à meada. Estarei à procura de reunir as partes do todo e todas as partes em um. Partes que tanto se unem como se partem nos constantes reinícios e nos finais inesperados.
Corpo em três partes:
- Estruturado para existir ficticiamente;
- Atravessado pela transversalidade da sua constante errante incerteza;
- Com uma inequívoca vontade de agora poder avançar só.
António Pedro Lopes, Lisboa, 23 de Janeiro de 2007

Sem comentários: